Você está aqui: Home » Blogs » Agora, fui!

Agora, fui!

(LEIA NO BLOG PENSE COMIGO – EDUARDO DIAS LOPES – MÉDICO)>>>

AGORA, FUI! =====

O meu destino não estava, não está, nem estará traçado. Sou eu que escrevo o percurso de minha jornada e sei que chegando onde cheguei o fiz como fruto de escolhas. Destas não me arrependo, visto que arrependimento é uma questão muito mal definida para nós e não é possível redesenhar o traço que já está riscado neste caminho. Mas é possível observar o desenho anterior e passar a riscar o trajeto com novas perspectivas, criando algo que ainda não foi experimentado e caminhando pela estrada sem temer o que está por diante.

Hoje, mais do que nunca, tenho a certeza de poder ainda fazer surgir o novo dentro de minha própria dimensão, de poder trazer um pouco de crença para alguns descrentes, estes que não observam este plano como passagem e acreditam que aqui tudo se encerra. Isto é um grande engano, pois somos seres que pairam em uma dimensão e estão em constante transformação para migrarem para outros caminhos e, assim, rumarem para o incerto sem temor sabendo que não somos só o fruto de percepção dos nossos falhos sentidos. Somos muito mais.

Há poucos dias conversava com uma amiga e, ao falar sobre a capacidade de entrar em transe e encontrar algo que nos traga maior esclarecimento, ela me disse que já tentou crer em algo, fez alguns exercícios de reflexão, imersão e até tentativas de relaxamento, mas que as tentativas foram frustradas e ela não conseguiu se desconectar da realidade. O fato é que não devemos entender nossa capacidade de meditar, entrar em transe e nos transportarmos para uma visão diferente de universo que possa nos exigir uma desconexão da realidade. Temos de saber que esta realidade está presente, mas nosso espírito é capaz de se sentir mais livre ao exercitarmos uma maior capacidade de concentração.

O fato é que já fiz minhas experiências e sei que somos capazes de muito mais que imaginamos. Por isso é que, com tranquilidade, afirmo que já fui adiante e sei que vou ir mais ainda.

Tente, concentre-se e se disperse de seus valores materiais, mas sem abrir mão da lucidez.

Deixe um comentário

Jornal Correio Rural de Viamão | Rua Marechal Deodoro, 274, Centro, Viamão/RS | Fones: (51) 99430-5151, 98529-8759