Você está aqui: Home » Blogs » As crianças e os pais

As crianças e os pais

(LEIA NO BLOG DETALHES – MILTON SANTOS, JORNALISTA)>>>>

AS CRIANÇAS E OS PAIS===

O próximo 12 de outubro, feriado da padroeira nacional Aparecida, é também o Dia da Criança. Ouço, com frequência, que as esperanças de um mundo melhor renovam-se ao nascimento de uma criança. É vida que se perpetua? Quem sabe. Não há dúvidas de que para as crianças nascidas agora o mundo oferece mais oportunidades, mais condições, mais avanços para realizarem seus sonhos. Bem mais que as gerações passadas.

As oportunidades, sim, multiplicaram-se mas também aumentaram os desafios. Neste instante, para os pais não basta dar a vida, criar, alimentar, educar, pois a realidade é outra e todos precisam estar adequados aos tempos cada vez mais renovados. Os caminhos a serem trilhados são multiplicados.

Desde cedo, as crianças são bombardeadas por um mar de mensagens dispersas, mimos, modismos e novos aparelhos. Há uma diversidade de brinquedos, roupas, alimentos, celulares e jogos eletrônicos que, mesmo em quantidade e variedade, não completam a satisfação delas. Este tipo de consumo podem ter consequências perigosas para sua saúde e formação.

É com isso que os pais têm de lidar, o que exige muita conversa, orientação e bons exemplos. É necessária a construção de uma amizade e um diálogo transparente e franco. Com relação a isso o escritor  japonês Ryuho Okawa, numa de suas obras, sinaliza a importância de se trabalhar o futuro da criança: “Se você deseja construir um futuro, precisa alimentar grandes sonhos em seu coração. Seus pensamentos determinam sua vida. Mas seus pensamentos precisam ser mais do que meras intenções. Cuide para que os pensamentos negativos não criem raízes. Tenha pensamentos afirmativos e positivos. Cuidado com as ideias que você planta em sua mente. Elas irão determinar o tom geral da sua vida”.

Entende-se, com isso, que deve haver uma dose redobrada de amor e compreensão  por parte dos pais. Assim, diante desse desafio dos tempos modernos, é fundamental proporcionar uma boa formação humana e espiritual às crianças por meio do amor, do diálogo, da compreensão.

Cada um descubra o melhor caminho para cumprir esta missão.

 AS CRIANÇAS E A LEITURA

A leitura é um hábito que faz parte do nosso dia a dia e deve ser cultivado. É normal que as crianças comecem a ler por volta dos cinco anos de idade porém, para especialistas em educação, é bom incentivar a leitura desde muito cedo. É importante que os pais permitam o contato dos pequenos com os livros, deixe-o brincar, tocar e analisar aquela novidade. Hoje não é difícil encontrar livros com materiais mais resistentes, cheios de cores e texturas, que permitem essa interação. Já as histórias infantis que tanto encantam as crianças, permitem que ela entre nesse universo.

Segundo os mesmos especialistas, ler para a criança desde os primeiros anos de vida é algo muito importante, já que ela está em fase de desenvolvimento, e essa troca afetiva ajuda a estabelecer laços com a leitura.

O “OUTUBRO ROSA” E O VIAMAMA

O mês em que estamos vivendo ganhou um nome e uma cor que já se transformaram num forte apelo à saúde. É o “Outubro Rosa”. Um movimento que ocorre internacionalmente com o objetivo principal de ressaltar a necessidade da prevenção e do diagnóstico do câncer de mama.

O “Outubro Rosa” começou na década de 1990 nos Estados Unidos e logo ganhou nível mundial transformando-se no mês de chamamento à prevenção do câncer de mama. Para mobilizar a população, as cidades passaram a enfeitar os seus principais locais públicos com laços rosas, os quais se transformaram na marca principal da campanha, sendo distribuídos nos mais diversos locais de atividades da sociedade. Para realçar o mês, é comum vermos prédios e monumentos públicos decorados e iluminados com a cor rosa.

O câncer de mama é o segundo tipo mais frequente no mundo. Apesar das campanhas, as taxas de mortalidade por este tipo de câncer continuam altas. Isto porque a doença, apesar dos atos preventivos, continua sendo diagnosticada em estágios avançados. E é por isso que há a recomendação para o autoexame das mamas e a mamografia, que são ações essenciais.

Entrando diretamente na questão saúde, segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca), a estimativa é de 60 mil novos casos por ano em mulheres cada vez mais jovens. Os principais sintomas do problema são os nódulos endurecidos, secreção, gânglios aumentados na região das axilas, além de alterações na pele e nos mamilos. Por isso, quanto mais cedo o diagnóstico maior a chance de cura. De acordo com o Instituto, quando descoberto no início, há 95% de probabilidade de recuperação total.

Pode-se dizer que Viamão é uma forte referência nas campanhas do “Outubro Rosa”. Há mais de cinco anos temos em ação o “Viamama”. Entidade criada por um grupo de mulheres acometidas pela doença e que superaram suas dificuldades. Da superação dessas dificuldades nasceu a intenção de alertar para o surgimento de novos casos prestando o apoio através da informação.
Sabedoras das carências enfrentadas em nossa cidade uniram-se para que Viamão contasse com um núcleo especializado nessa questão. Assim, hoje, o “Viamama” é referência forte no Estado.
E no dia em que o “Viamama” completou 5 anos de fundação recebeu o título de condição de entidade federada  à FEMAMA – Federação Brasileira das Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama. E a cada dia, e principalmente agora na condição de federada, o “Viamama” continua fazendo seu trabalho com muito amor e dedicação.

Deixe um comentário

Jornal Correio Rural de Viamão | Rua Marechal Deodoro, 274, Centro, Viamão/RS | Fones: (51) 99430-5151, 98529-8759