Você está aqui: Home » Blogs » Blog dos Esportes » Dupla Gre-Nal e a escassez criativa

Dupla Gre-Nal e a escassez criativa

(LEIA NO BLOG DOS ESPORTES – SAUL TEIXEIRA – jornalista)>>>>

Camisa 10

Futebol se ganha, se perde e se empata é no meio-campo! A máxima serve para explicar grande parte do insucesso da dupla Gre-Nal no último final de semana. A falta de criatividade das equipes, sobretudo pela falta de armadores, isolou os homens da frente, tornou as ações previsíveis, facilitando a marcação rival. Eis a derrota do Inter para o Juventude no Alfredo Jaconi, que custou a perda da liderança colorada na Série B. Pelo lado azul, o 1 a 0 para o Vasco atrasou ainda mais o Grêmio no sonho chamado tricampeonato brasileiro.

Prata da casa

Sem D’Alessandro e Camilo, lesionados, Guto Ferreira optou por escalar Felipe Gutierrez. Embora esteja habituado a função de interior pela esquerda, o chileno é no máximo um terceiro homem de meio com bom passe. Ponto! Jamais será um armador, um camisa 10, um pensador nato. Guto insistiu no erro mesmo tendo o jovem Juan à disposição. Quando o camisa 47 ingressou, em seguida o lateral Uendel lesionou-se e Juan foi improvisado na camisa 6.

Camisa 7

A lesão de Luan, somadas as saídas de Bolaños e Lincoln, tornaram o meio-campo do Grêmio num deserto criativo. Mesmo com a goleada de 5 a 0 contra o Sport, Léo Moura não foi bem e Renato deveria ter testado alternativas nos dias que teve para preparar a equipe contra o Vasco. Migrar o time para o 4-1-4-1 e tornar Arthur o centro criativo surge como opção interessante.

Futuro vermelho

 Pelo lado do Inter, além de efetivar Juan como titular – nas ausências de D’Ale e Camilo ― Guto precisa rever a titularidade de William Pottker. O camisa 99 não nem sombra daquele da época da Ponte Preta. Nico López surge como alternativa no setor, sobretudo agora em que tem se mostrado mais afeito às tarefas de recomposição. Outro plano é escalar Pottker como centroavante, levando Damião ao banco de suplentes. Sem Klaus, lesionado, Ernando me parece o “menos pior” para ocupar a função.

Mutação azul

Há tempos defendemos que o grêmio tenha alternativas ao 4-2-3-1. Principalmente quando Luan não estiver disponível. Que tal o 4-1-4-1 com Fernandinho à direita, Ramiro e Arthur por dentro, com Éverton à esquerda? Entre as linhas Michel e no ataque Barrios? Neste cenário Ramiro seria menos exigido fisicamente e talvez possa reeditar as atuações de tempos atrás. Eis o singelo pitaco! Fernandinho, embora renda mais atuando à direita, é o ficha um para suprir a venda de Pedro Rocha. Ao menos até que Michael Arroyo esteja na ‘ponta dos cascos’.

Foto: Internacional oficial/ Ricardo Duarte

Deixe um comentário

Jornal Correio Rural de Viamão | Rua Marechal Deodoro, 274, Centro, Viamão/RS | Fones: (51) 99430-5151, 98529-8759