Você está aqui: Home » Blogs » O conhecer e o saber

O conhecer e o saber

(LEIA NO BLOG DETALHES – MILTON SANTOS, JORNALISTA)>>>

O CONHECER E O SABER

É inerente ao ser humano estar sempre em busca de conhecimento, em todos os níveis e da melhor forma possível. Ou seja, o homem busca instruir-se. Mas o homem precisa buscar o saber, ou seja, ter a sabedoria de lidar com aquilo que conhece. Todo mundo sabe, conhece e reconhece que sempre há pedras no caminho, mas o homem precisa saber como lidar com elas, sob pena de coloca-las em locais onde vai lhe causar tropeços.

Lembrei-me de uma história que ouvi faz tempo. Assim:

“Dois jovens estudantes encontram o mestre. Queriam saber se conhecimento e sabedoria eram a mesma coisa. O mestre, então, disse-lhes:

- Não! Vou mostrar-lhes na prática e ficarei sabendo se vocês têm sabedoria daquilo que conhecem.

O mestre, então, entregou a cada um dos jovens, trinta grãos de feijão.

- Vão para casa e hoje à noite coloquem estes grãos nos seus sapatos. Amanhã pela manhã calcem os sapatos e saiam caminhando rumo à montanha. Ao chegarem lá em cima estarei esperando por vocês.

E os estudantes foram e obedeceram. Pela manhã começaram a caminhada. Um deles rumando tranquilo para a subida da montanha. O outro, mais atrás, as vezes capengava e tinha que parar para amaciar os pés machucados pelos grãos de feijão. Já no entardecer chegaram no alto da montanha. Lá estava o mestre.

- E então, como foi a caminhada? – perguntou-lhes.

O sofrido respondeu:

- Bah! Estou  com os pés machucados, os grãos me espetaram, por isso que demorei.

- E você, que chegou primeiro e está aí sorrindo, nada de incômodo?

- Não. Cheguei em casa ontem e cozinhei os grãos, depois coloquei-os nos sapatos. Ficou confortável.

- Então, meus queridos, ouçam bem para saber o que é conhecimento e o que é sabedoria. Vocês tinham conhecimento que aqueles grãos eram de feijão, crus, duros. Agora, um de vocês usou a sabedoria e cozinhou-os tornando-os macios. Portanto, vocês podem estudar, ler, informar-se, terão conhecimento de tudo, mas o importante é ter a sabedoria de bem usar aquilo que conhecem”.

Olhando para o mundo da política, podemos ver esta situação. Um político pode ser inteligente, amigo, dedicado, educado, honesto, conhecedor profundo da área. As vezes, um homem desses colocado no poder, desaba, decepciona. Por quê? Porque não tem a sabedoria de lidar com aquilo que conhece. Então, você, que conhece muita coisa busque saber como agir com aquilo que aprendeu.

INTERNACIONAL

Uma das figuras que mais chama a atenção no noticiário internacional é o presidente dos Estados Unidos Donald Trump. Ele não tem a simpatia da maioria da população estadunidense e nem transmite confiança àqueles que esperam dele ações mais sensatas como dirigente de uma grande Nação.

As suas declarações, a maioria, são bombásticas numa forma negativa perante o mundo. Suas aparições mostram uma figura arrogante e ambiciosa em termos na amostragem de um poderio diplomático, mostrando-se fora do contexto mundial que o torna ridículo.

Lógico, lá do outro lado há umas figurinhas estranhas também mas, segundo meu entendimento modesto com relação à política internacional, os Estados Unidos têm que mostrar poderio e voz de comando mais sensatas, ponderadas, sob pena de mandar por águas abaixo aquela confiança que amealhou no correr dos tempos.

Olhando os altos e baixos, saídas e entradas, trocas e retornos da governança mundial, achei alguns dados. De 1933 a 1945, época da segunda grande guerra mundial, foi presidente dos Estados Unidos Franklin Delano Roosevelt. Depois entrou Harry Truman, até 1953. Lá do outro lado, na então União Soviética, a liderança estava nas mãos de Joseph Stalin. Depois veio Nikita Khrushchev até 1964, com John Fitzgerald Kennedy e Lyndon Johnson se revezando nos EE.UU. Em 1992 já tínhamos a Rússia com vários nomes no comando, sendo Vladimir Putin aquele que mais se alçou a partir de 2000 tendo seu fiel escudeiro Dimitry Medvedev. Neste mesmo período estiveram à frente dos Estados Unidos George W. Bush, Barack Obama, sem falar nos antecessores Bill Clinton e Ronald Reagan. Neste momento, as caras, não muito amistosas que aparecem no noticiário são e da Trump e Putin.

CASO DE POLÍCIA

Hawaii Five-0, no Brasil, Havaí 5.0, é um seriado da televisão estadunidense, reeditado, e que está sendo apresentado desde 2010. Mas a série original teve seu auge nos anos 1968 a 1980. Mostra uma unidade policial de elite montada para combater o crime no estado do Hawaii. Muito assisti num televisor preto e branco, um jumbo de duas toneladas, que precisava de alguns minutos para esquentar as válvulas e mostrar a imagem. A trilha sonora é tocada até hoje, muito bonita. O comandante da força era Steve McGarrett.

Domingo na Arena tricolor deu para assistir o “AVAÍ 2.0”. Caso de polícia….

NO CORRER DOS ANOS

Está nesta edição do CR, a notícia de que O Conselho Gestor do Programa Estadual de Parceria Público-Privada (PPP) do Governo do Estado aprovou o projeto proposto pela Corsan para universalizar os serviços de esgotamento sanitário em nove cidades da Região Metropolitana, dentre as quais Viamão.

Muito bom, mas vale a pena dar uma olhada naquilo que já estava em andamento.

Entrávamos na segunda década dos anos 2000, Viamão era revolucionada com a presença de homens, máquinas, equipamentos e muita escavação nas ruas. Era a Corsan chegando para a implantação da rede de esgotamento sanitário. Muita atrapalhada no trânsito, tirada e recolocação de paralelepípedos, muito barro, muito buraco, canos amarelos sendo enterrados, bocas com tampões na frente das residências e até dinamites foram usadas para explodir algumas pedras que estavam no caminho da nova rede.

Eis que chega o silêncio. O ritmo ganha normalidade nas ruas. Os ponteiros do relógio passaram marcando as horas, os dias, os anos…

Agosto de 2011. Notícias da Câmara Municipal. “Nos 45 anos de existência da CORSAN o principal foco foi o abastecimento de água, principalmente por falta de estrutura e recursos. Agora o Governo Tarso Genro assume como uma obrigação o investimento em esgotamento sanitário, um dos objetivos assinalados desde a fundação da empresa. Para isso vamos ao Governo Federal, em busca de recursos e investimentos para mudar a realidade. Isso não é impossível, mas os resultados só vão aparecer com muito trabalho”, disse o  superintendente da Regional Metropolitana (Surmet) da Companhia Riograndense de Saneamento – Corsan, Alexandre Marcelo da Silva.

Antes disso havia uma nota da Corsan onde falava sobre Reforma: quando se refere a melhoria em obra já existente; ampliação: quando se refere ao aumento da capacidade de obra já existente; e mais, orçamento, investimento, etc., e “obras iniciadas: quando as obras físicas já começaram; Paralisadas: quando as obras físicas foram interrompidas por prazo determinado”…

Em janeiro de 2017, surgiu esta notícia: …” o diretor-presidente da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan), Flávio Ferreira Presser, apresentou, ao prefeito de Viamão, André Pacheco, o projeto de Parceria Público-Privada (PPP) para a prestação de serviços de esgotamento sanitários que vai beneficiar nove municípios da região metropolitana, entre eles a cidade de Viamão. Com esta parceria, a expectativa da cobertura da coleta e tratamento de esgoto no município atinja 87,3% num prazo de 11 anos – atualmente, Viamão conta apenas com 1% de esgoto tratado. Conforme o diretor-presidente, ainda nesse ano, com a entrada em operação da Estação de Tratamento de Esgoto e as obras que estão em andamento, o índice deve ir para 22%, chegando a 47% até 2021. Com as obras da PPP, em 2027 a cidade deve alcançar a universalização, uma realidade impensável se fossem consideradas obras apenas com recursos da tarifa”…

Sejamos otimistas e vamos à contagem do tempo para as futuras gerações

Deixe um comentário

Jornal Correio Rural de Viamão | Rua Marechal Deodoro, 274, Centro, Viamão/RS | Fones: (51) 99430-5151, 98529-8759