Você está aqui: Home » Blogs » (Opinião) O paradoxo das escolhas

(Opinião) O paradoxo das escolhas

escolhasO universo que nos cerca traz a todo o instante uma série de opções sobre como podemos e devemos fazer as coisas. Até mesmo a repetição de fatos e o dinamismo de renovações são resultantes de alguma definição de nossas vontades. Ficamos próximos ou nos afastamos de algumas pessoas, buscamos atenção ou tentamos passar despercebidos, lutamos para defender alguma ideia ou deixamos que as coisas aconteçam sem nossa interferência, enfim, vivemos dentro das características do mutável e do imutável, escolhendo qual dos dois vamos querer para nós.

A preferência por algumas pessoas ou a rejeição que temos a outras é também fruto do nosso querer e traz como constatação que a nossa escolha é a determinante com relação a quem queremos andar e como desejamos trilhar nossas jornadas.

Ficamos sem saber ao certo, em muitos casos, quem escolhe e quem é escolhido? Sim, nossas caminhadas são muito variáveis e custamos a identificar como estamos. O paradoxo absurdo está no fato de que quando agimos como parte de qualquer um dos dois lados (quem escolhe ou quem é escolhido), não temos a consciência clara de quem somos, qual o nosso papel na história de um relacionamento.

As coisas são muito confusas quando o tempo nos carrega para diversos locais, nossas ações nos colocam em situações que não ocorreram dentro do realmente planejado e ficamos sem saber ao certo qual o rumo que queremos dar para o tempo futuro.

Observem bem as relações que cada um de nós mantém, amizades, amor, companheirismo, colegas, adversários, opositores, enfim, qualquer uma das inúmeras circunstâncias que cada um vive e pensem bem: Quantas delas foi escolha sua e em quantas você foi o escolhido?

Foto: alicinha-reflexoes.blogspot.com.br e osegredodaautoestima.blogspot.com.br/

Deixe um comentário

Jornal Correio Rural de Viamão | Rua Marechal Deodoro, 274, Centro, Viamão/RS | Fones: (51) 99430-5151, 98529-8759