Você está aqui: Home » Blogs » Blog do Leitor » (Opinião) Futebol, Política & Religião

(Opinião) Futebol, Política & Religião

Título, Deputado e a escolha Papal

Cartilha

Inter São LuizNada de colocar a culpa no gramado, nas dimensões do campo ou no calendário Maia. O Internacional fez a sua parte e seguiu à risca a cartilha das grandes equipes: jogou, venceu, goleou o São Luiz (5 x 0) e assegurou vaga na finalíssima do Campeonato Gaúcho – isso se não vencer também o returno. A atuação denota um padrão tático consistente, que permite a solidez defensiva e o destaque das individualidades. Méritos a Dunga e taça em boas mãos, sem dúvidas. Porém, abaixo a euforia. Gauchão é simplesmente laboratório.

Tropeço pedagógico

No grupo mais embolado e imprevisível da Libertadores, o Grêmio teve dois tempos distintos, começou bem, “relaxou”, levou a virada contra o Caracas e agora jogará a “classificação” contra o Fluminense no próximo dia 10 de abril, na Arena. O insucesso (1 x 2) traz às claras o verdadeiro momento gremista, ou seja, uma equipe de bons jogadores, mas ainda em formação. Em que pese a frustração pela derrota, ela ocorreu em um momento em que ainda é possível a reabilitação. Aprender com o insucesso, eis o desafio do momento.

Luto no Piratini

Causou perplexidade a morte da Secretária Estadual de Políticas Públicas para as Mulheres, Márcia Santana, aos 35 anos. Por algumas oportunidades, tive a oportunidade de fazer a cobertura jornalística de suas visitas à cidade. Dinâmica e eloquente, sempre fazia referência à terra em que morou anos atrás, Viamão. Uma perda e tanto para os viamonenses e gaúchos. Força aos familiares.

Deputado Estadual

DCIM104MEDIAA presença de Zilmar Rocha na Assembleia Legislativa – se for confirmada, claro – será motivo de celebração para toda a cidade. Embora seja por um curto período (cerca de um ano, uma vez que os titulares têm a prerrogativa de retorno em 2014), será fundamental para fortalecer o município institucionalmente, apresentar projetos e, principalmente, buscar a solução de algumas históricas demandas da cidade, tais como, as rodovias Caminho do Meio, RS 118, RS 040 e o Hospital Viamão. Torcemos pelo deputado (na foto ao lado deste colunista) e que consiga dar vazão a tamanha expectativa que circunda seu mandato.

O Iluminado

Quando Valdir Bonatto foi eleito prefeito, muitos disseram que o ex-prefeito Alex Boscaini – que não conseguiu eleger seu sucessor Robson Duarte – estaria fadado ao ostracismo. Ledo engano. Seu grupo político “lambeu as feridas”, manteve as articulações e pode ganhar um presente e tanto: a sonhada cadeira no parlamento gaúcho. Não bastasse tamanha “bênção”, a ida de Zilmar promove mudanças na Câmara de Vereadores. Com isso, Ronaldo Ribeiro assume a titularidade – hoje é suplente – e abre espaço, ainda, para o ex-secretário municipal Jussemar da Silva, outro “pupilo” de Boscaini.

Fiel assessor

Muito solícito com este colunista, o ex-candidato a prefeito Robinson “Robson” Duarte afirmou que aceita o convite, sente-se lisonjeado pelo mesmo e também fará parte da assessoria de Zilmar Rocha. Hoje, Duarte atua na Secretaria Geral do Governo do Estado, departamento que tem se notabilizado pela chamada “interiorização” do executivo. Na sequência, ele confidenciou o grande objetivo do grupo: “Estamos muito felizes e motivados pela oportunidade. Junto com Zilmar faremos um belo trabalho e esperamos eleger um deputado para quatro anos. O ex-prefeito Alex é nosso pré-candidato em 2014”.

Fantoche?

Não existe nenhuma novidade, afinal Boscaini fora o grande idealizador e artífice da campanha de Zilmar, em 2010, justamente para “criar terreno” para 2014 e/ou para atrapalhar a candidatura de Ederson “Dédo” Machado. Porém, causa estranheza o fato do grupo tratar abertamente sobre o assunto. A declaração revela um erro estratégico e deixa o vereador-deputado em maus lençóis. Afinal, Zilmar terá que conviver, OFICIALMENTE, com a desconfortável dúvida: Será um deputado de autonomia ou um mero “fantoche político”? Às vezes, o silêncio vale ouro.

Escolha PapalPapa San Lorenzo

Num clima descontraído, levando-se em conta a histórica rivalidade futebolística Brasil x Argentina, achei fantástica uma das tantas “sacadas” postadas nas redes sociais: “O Papa é argentino, mas Deus é brasileiro”. Assino embaixo, com o perdão da heresia. Oremos pelo sucesso do novo Pontífice, Papa Francisco, sócio-torcedor do San Lorenzo, de Almagro.

NR: Confira os destaques, também, na edição impressa do CR SEMANA, neste 15 de março.

Fotos: Inter Oficial, divulgação e Fox Sports

Deixe um comentário

Jornal Correio Rural de Viamão | Rua Marechal Deodoro, 274, Centro, Viamão/RS | Fones: (51) 99430-5151, 98529-8759