Você está aqui: Home » Blogs » Blog dos Esportes » Pitacos e apostas para Grêmio x Lanús na Arena

Pitacos e apostas para Grêmio x Lanús na Arena

(LEIA NO BLOG DOS ESPORTES – SAUL TEIXEIRA, JORNALISTA)>>>

Favoritismo

É inegável que o tricolor gaúcho reúne maiores potencialidades que o seu adversário. O Grêmio tem mais bola, mais tempo de conjunto, mais tradição (nem se fala) e, sobretudo, valores individuais superiores. As chances do Lanús passam, necessariamente, pelas variações táticas da equipe, o que é fundamental para criar vantagem nos setores e surpreender os rivais. O fato de decidir em Buenos Aires igualmente equilibra um pouco mais a “parada” para os castelhanos.

Bendito drone

Tomara que o polêmico drone faça Renato, enfim, enxergar a maior obviedade do momento: Éverton entre os titulares elevaria as ações ofensivas do time e aumentaria o poder de imprevisibilidade da equipe. Atualmente, somente Luan é talhado para surpreender os rivais. Aliás, o camisa 7 poderá, enfim, dissipar a justa mácula que ainda carrega em seu currículo vestindo azul, preto e branco: Luan jamais foi protagonista em uma grande decisão. Chegou o momento!

Futurologia

Embora goste de marcar avançado, ter posse de bola e ser propositivo, é provável que o Lanús “encarne” a mesma retranca que fizera contra o River Plate na primeira partida das semifinais no Monumental de Nuñez. Se for com muita sede ao pote, em Porto Alegre, os castelhanos cederão espaços e o Grêmio encaminhará muito bem a conquista da taça mais desejada das Américas.

Postura

Os argentinos sempre recuam o volante Marcone entre os zagueiros para liderar a chamada “saída de 3”. Cabe ao Grêmio marcar alto (avançado) e liquidar com a estratégia. Nesse cenário, Luan e Éverton se somariam a Barrios no “abafa”. Roubar a bola perto do gol de Andrada poderá ser o “pulo do gato” rumo ao Tri. Outra: Luan, Ramiro e Éverton (é provável que inicie Fernandinho) precisam se aproximar e inverter posições, tal qual testado no brasileirão. A imprevisibilidade poderá valer o lugar mais alto do pódio, incluindo as infiltrações de Arthur como elemento surpresa.

12° jogador

Concordo com aqueles que defendem que Éverton atua melhor quando ingressa no decorrer da partida. Entretanto, não existe mais Pedro Rocha, não existe mais um titular superior ao camisa 11 na equipe. Com isso, nada mais natural que o Grêmio entre em campo com o que tem de melhor, ou seja, com Cebola desde o início.

Resumo da ópera

Enquanto o Lanús varia de 4-3-3 para 3-4-3, passando pelo 4-1-4-1 e pelo 4-2-3-1, Renato foi incapaz de legar variações aos gaúchos. Pelo contrário: o Grêmio é bitolado ao mesmo 4-2-3-1 concedido desde a Era Roger. Menos mal que a qualidade técnica ainda é quem “dá as cartas” no esporte mais popular do planeta. Força, foco e fé aos tricolores. Em tempo: olho em Acosta, camisa 7 que atua prioritariamente pela esquerda. Ele é contemporâneo de Messi e Aguero nas seleções de base.

Boa sorte à nação de três cores!

Foto: Lucas Uebel/ Grêmio oficial

 

Deixe um comentário

Jornal Correio Rural de Viamão | Rua Marechal Deodoro, 274, Centro, Viamão/RS | Fones: (51) 99430-5151, 98529-8759