Você está aqui: Home » Blogs » TODOS OS DIAS

TODOS OS DIAS

(LEIA NO BLOG DETALHES – MILTON SANTOS, JORNALISTA)>>>

TODOS OS DIAS ===

Todos os dias do calendário têm uma motivação comemorativa. O próximo 15 de julho é celebra o Dia do Homem, data que faz alusão à força e resistência tão ainda enraizadas nesse público masculino. O cinema é farto em mostrar este tipo de fortões, como o personagem Hulk que é conhecido pela sua força extrema, grande resistência física e por ter um dos fatores de cura mais rápido e eficiente do universo Marvel.

A coisa não é bem assim. Adão, o primeiro homem a habitar essa massa terrestre chamada de mundo, criado por Deus, sentia-se muito só mesmo vivendo no imenso paraíso do Eden. Então, Deus criou a mulher, Eva, a companheira de Adão. Andando nus para cá a para lá, eis que despertou a curiosidade de outros seres aquela perambulância pelada. Apareceu, então, a serpente estragando tudo e intrometendo-se na vida dos dois.

8 de março é o Dia da Mulher. Aquela que continua sendo a companheira do homem, mesmo que elas não necessitem estar ao lado dele. A mulher sabe como viver sozinha, mas o homem não consegue, se atrapalha todo e devido a seu estilo machão quer o domínio de tudo, sempre procurando uma serpente como se pudesse andar nu a vida toda.

SAPO GIGANTE

Ouvi uma notícia, que não é nova, já vem de tempos atrás, que cresce a industrialização do couro de sapo. Mais um batráquio/anfíbio a ter seu revestimento corporal utilizado na confecção de artigos para uso humano.

Lembro de uma fábula que conta a história de um sapo que queria ser do tamanho de um boi. Não conseguiu, pois explodiu ao inchar-se. Já imaginaram um sapo do tamanho de um boi pulando e coaxando por aí?

A indústria teria que contratar vaqueiros para laçar os bichinhos banhados a fora.

NO MESMO ASSUNTO

De ontem para hoje cresceu o palavrório protuberante advindo das entranhas políticas. Salafrários notórios usando uma verborragia de cunho ilusório a fim de inocentar-se de crimes que cometeram e que os escondem em caretas e discursos de performance espetaculosa. Em meio a este coaxar de sapos ensaboados, veio-me o abismo de presumir que este tipo de gente, se necessário, até declinam o verbo “chover” no presente do indicativo, inclusive com gestos robóticos.

Ao ouvi-los, cheguei à conclusão que um bom vaqueiro para laçar sapos é o Moro…

AINDA O SAPO

Continuando no assunto sapo, sabiam os leitores que este batráquio/anfíbio contém no seu corpo um veneno mortal?

Pois é!… Na junção de sua cabeça com o tronco (ele não tem pescoço), tem uma glândula interna que, se perfurada, expele um líquido branco que, se por acaso, atinge uma pessoa ou um animal, poderá causar a morte destes de forma instantânea.

Portanto, cuidado com o sapo!…

A REFORMA TRABALHISTA

Nesta semana, dia 11, foi aprovada a Reforma Trabalhista pelo Senado Federal. Assunto de intenso debate com parcela da população contrária, de certa forma radical, e outra parcela defendendo, com um argumento explicativo. Nesse ponto de confrontações opinativas, é importante ter o conhecimento de que a Consolidação da Leis Trabalhista Brasileiras (CLT) foi criada por decreto-lei de 1º de maio de 1943, 74 anos atrás, e de lá para cá muita coisa mudou nas relações trabalhistas causando dúvidas entre trabalhadores e empregadores.

A reforma de agora é considerada um momento de avanço nas relações, principalmente para as áreas de recursos humanos. Possibilita empresas, sindicatos e trabalhadores definirem a melhor forma de conduzir mudanças sem estarem presos a regras que já não fazem parte da realidade brasileira.

Um ponto crucial (motivo de controvérsias) refere-se à perda de direitos, mas que não observa mudanças substanciais, porém os colaboradores poderão conduzir de forma mais aberta negociações. A empresa e trabalhadores poderão adequar seus acordos de forma mais efetiva, conforme interesse, onde o sindicato terá fundamental importância nas negociações

Uma coisa que importante é que com isso as empresas poderão ajustar questões de informalidade, como é do parcelamento de férias, que não era permitido, mas que ocorria em grande parte das empresas, por anseio do próprio trabalhador. Assim, se observa que os direitos serão preservados cabendo as partes buscarem o consenso. Assim, isso significa que, em grande parte, a reforma está regularizando o que hoje já se faz, o que todos aceitam e poucos questionam.

Para às áreas de recursos humanos é preciso muito cuidado nas ações que serão tomadas a partir desse momento. As negociações devem estar focadas muito além do simples desejo de obter vantagens na relação, criando mecanismos de sustentabilidade desse acordo, entendo que existe uma interdependência nas relações para o equilíbrio econômico e garantia de ganhos e lucros.

Flexibilizar alguns critérios de negociação, pode aumentar o ganho pelo resultado e a composição justa de uma remuneração total, onde todos obtêm resultados pela importância que cada um tem no processo produtivo.

A reforma trabalhista se mostra importante para modernização da área de recursos humanos das empresas e para suportar momentos de instabilidade econômica, possibilitando a realização de acordos que sejam compatíveis com a necessidade de mercado, evitando situações de demissão em massa ou quebra de empresas como ocorridas recentemente.

Deixe um comentário

Jornal Correio Rural de Viamão | Rua Marechal Deodoro, 274, Centro, Viamão/RS | Fones: (51) 99430-5151, 98529-8759