Você está aqui: Home » Blogs » Apoio a manifesto contra mudanças no Plano Diretor

Apoio a manifesto contra mudanças no Plano Diretor

Proposta prevê reduzir área de preservação ambiental para construção de empreendimentos imobiliários. Moradores e estudantes realizaram abaixo-assinados que contou com apoio de instituições ambientais 

Cerca de 400 moradores e estudantes da Estância Grande e Passo dos Negros, zona rural de Viamão, se uniram e formaram um abaixo-assinado contra a possível modificação do Plano Diretor da cidade, que libera a zona rural para construção de empreendimentos residenciais. Sabendo da importância da ação, a Fazenda Quinta da Estância se declara a favor do manifesto, que também obteve apoio de instituições ambientais e de turismo como APA Banhado Grande, Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Secretaria Estadual de Turismo, que enviaram ofício de apoio à manifestação. A região pela qual está em discussão faz parte do zoneamento da APA Banhado Grande e da macrozona rural de preservação dos mananciais.

59 alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental Coracy Prates da Veiga, localizada na Estância Grande, zona rural de Viamão, firmaram um abaixo-assinado, solicitando aos adultos que preservassem a natureza para o futuro. Segundo o documento, os alunos estão preocupados com a fauna e a flora da região e pedem aos adultos maior responsabilidade com a natureza, visto que ela não pode defender-se sozinha. O mote da manifestação é fazer com que a macrozona rural de preservação de manacial não se transforme em uma área urbana como está sendo proposto na revisão do Plano. A Área discutida contempla as regiões da Estância Grande e Beco do Malacara do município de Viamão, ambas integrantes da Área de Preservação Ambiental do Banhado Grande (APA – Banhado Grande). O espaço é caracterizado apenas de propriedades rurais com matas ciliares preservadas, banhados, muito córregos e nascentes formadores do Rio Gravataí.

“O movimento tem o apoio da Quinta da Estância, pois sabemos da importância e da urgência dele. Toda e qualquer área de preservação ambiental precisa ser conservada e vamos fazer nossa parte para tentar garantir segurança ao nosso cinturão verde e a imensa vida que vive nele e ao redor dele”, revela Lucídio Goelzer, fundador da Fazenda. Para ele, a transformação da área para um perímetro urbano é uma agressão à natureza. “Isso coloca em risco toda a biodiversidade local, ameaçando mais de 180 espécies de pássaros e inúmeros mamíferos raros na região como o Gato Mourisco, por exemplo”, falou.

A Fazenda Quinta da Estância legitima e reconhece a manifestação como uma necessidade.  “Essa região é a que possui as matas mais preservadas, com incidência de diversas espécies de animais silvestres. É um local de preservação do manancial, que são as fontes de água, superficiais ou subterrâneas. Estamos muito preocupados”, concluiu Lucídio.

 

Deixe um comentário

Jornal Correio Rural de Viamão | Rua Marechal Deodoro, 274, Centro, Viamão/RS | Fones: (51) 99430-5151, 98529-8759