Você está aqui: Home » Capa » II Seminário Intersetorial do Bolsa-Família

II Seminário Intersetorial do Bolsa-Família

Segundo Seminário Intersetorial do Bolsa FamíliaNa tarde desta terça-feira, 18, ocorreu no Clube dos Casados a segunda edição do Seminário Intersetorial do Bolsa-Família. O evento teve como objetivo explicar e esclarecer dúvidas referentes ao programa de mesmo nome. Estavam presentes os coordenadores das unidades de saúde, dos CRAS, do CREAS, dos CAPS, além de direções das escolas municipais, estaduais e particulares, e servidores das três secretarias envolvidas, Cidadania e Assistência Social, Saúde e Educação.

O secretário de Cidadania e Assistência Social, Carlos Pires, fez um pequeno relato das conquistas da pasta. “Estou há oito meses no comando desta secretaria e, com certeza, estamos deixando para o próximo governo muitas melhorias, entre elas: projetos já aprovados da construção do CRAS São Lucas e Tarumã, e a reforma do Cisne Branco, tudo com o intuito de garantir a cidadania da população viamonense.” Já a secretária de Educação, Maria Antonia Sanguiné, ressaltou a importância do evento que trata de um programa que “ainda não está bem concretizado na cabeça da população todos os benefícios que o mesmo pode trazer.”

As palestras foram iniciadas pela assistente social do município, Marlene Fiorotti, a qual falou a respeito da importância da assistência social na vida de um cidadão, o qual tem seus direitos e deveres, e deve sim buscá-los. Marlene mencionou a Política de Assistência Social e a Política de Proteção Social, citando as leis 8.742/93 e 12.435/11 e ainda relatou alguns fatos: “Atualmente, a Assistência Social de Viamão possui cinco CRAS, um CREAS e um abrigo e convênio com casas-lares. São 11.819 beneficiários do programa e um total de recursos de 1.729.964,00/ ano.”

Programa em números

A coordenadora do Bolsa-Família – Frequência Escolar, Zoraida Borba, também concedeu esclarecimentos e apresentou Segundo Seminário Intersetorial do Bolsa Famíliaalguns números expressivos em relação ao Projeto Presença e a frequência escolar que vai de 85% a 75%, variando as idades dos alunos.

A nutricionista Ana Britto acrescentou sobre a importância do programa e ainda falou um pouco dos desafios vividos na Política Municipal de Saúde para enquadrar os usuários do Bolsa-Família às suas exigências, fato que é visto também nos números mostrados pela Educação.

O evento ainda teve continuidade com a palestra de Juliana Fergutz, a qual, atualmente, é coordenadora do Cadastro Único e explicou aos presentes um pouco mais sobre o programa e como participar do mesmo, além de outras considerações. De acordo com Juliana, o cadastro é um instrumento de coleta de dados e informações com o objetivo de identificar todas as famílias de baixa renda existentes no país.

Saiba mais

Para cadastrar-se no Bolsa Família é obrigatório a documentação original de todos os moradores da casa, além de um comprovante de residência, carteira de vacinação para crianças até 7 anos, maiores de 18 anos na casa devem apresentar identidade, CPF, título eleitoral, carteira de trabalho, comprovante de frequência escolar de até 30 dias. O cadastro pode ser realizado por indivíduos maiores de 16 anos, os quais devem procurar o CRAS de sua região para maiores informações.

Fonte: Dept° Com. Social Prefa. Viamão

Edição: CR

Deixe um comentário

Jornal Correio Rural de Viamão | Rua Marechal Deodoro, 274, Centro, Viamão/RS | Fones: (51) 99430-5151, 98529-8759