Você está aqui: Home » Comunidade » Saúde » O combate e a prevenção do câncer do colo do útero

O combate e a prevenção do câncer do colo do útero

utA Câmara aprovou por unanimidade projeto de lei de autoria do vereador Luís Armando Azambuja (PT), cujo objetivo é o combate e a prevenção do câncer de colo de útero, através de um programa junto às unidades básicas de saúde (UBS) e nas escolas da rede municipal, através de exposições, seminários, conferências, campanhas preventivas e demais eventos que visem divulgar, nos diversos segmentos da sociedade, em especial no meio estudantil e comunitário, as causas, consequências, os meios e incentivos dos métodos de prevenção e tratamento do vírus do papiloma humano, mais conhecido pelo nome de HPV.

Câncer de colo de útero – O câncer de colo de útero é o terceiro tipo mais comum entre as mulheres (atrás apenas da mama) no Brasil. Representa cerca de 8% de todos os tumores malignos em mulheres. Em geral, tem crescimento lento e pode não apresentar sintomas como a dor. Com a infecção, algumas pessoas desenvolvem verrugas genitais e outras lesões na vulva, vagina, colo do útero e ânus que se não tratadas podem evoluir para câncer.

Exame preventivo

Estas lesões são diagnosticadas através de exame preventivo do câncer do colo do útero – conhecido popularmente como exame de Papanicolau – e por exames chamados colposcopia, vulvoscopia e anuscopia, que pode ser realizado no posto de saúde, não tendo a necessidade de uma infra-estrutura sofisticada. Consiste na coleta de material da parte externa (ectocérvice) e interna (endocérvice) do colo do útero. Vários são os fatores de risco identificados para o câncer do colo do útero: baixas condições socioeconômicas, início precoce da atividade sexual, multiplicidade de parceiros sexuais, tabagismo, higiene íntima inadequada e uso prolongado de contraceptivos orais. Estudos recentes mostram, ainda, que o vírus do papiloma humano tem papel importante no desenvolvimento da displasia das células cervicais e na sua transformação em células cancerosas. Este vírus está presente em mais de 90% dos casos de câncer do colo do útero.

Campanhas permanentes de prevenção – De acordo com o vereador Armando, o projeto propõe medidas permanentes de conscientização das mulheres sobre a importância da prevenção ao vírus HPV, mediante campanhas de esclarecimento, além de incentivos e facilidades à realização periódica de exames. A medida prevê ainda, a ampla e pedagógica discussão e a troca de experiências no meio escolar como forma de propagar os benefícios proporcionados pela vacinação contra o câncer do colo de útero e o papiloma vírus, e dos hábitos de higiene e prevenção entre os adolescentes em idade escolar. Para entrar em vigor o projeto depende da sanção do Poder Executivo, que deve se manifestar nos próximos dias.

Deixe um comentário

Jornal Correio Rural de Viamão | Rua Marechal Deodoro, 274, Centro, Viamão/RS | Fones: (51) 99430-5151, 98529-8759