Você está aqui: Home » Capa » Câmara amplia debate sobre o negro na sociedade

Câmara amplia debate sobre o negro na sociedade

Sessão solene marca o dia 20 de Novembro com homenagem a personalidades que se destacam na comunidade

Câmara amplia debate sobre o negro na sociedade  Resultado de uma ação conjunta dos vereadores Serginho Kumpfer (PT) e Nadim Harfouche (PP) – na foto com os homenageados – , realizou-se na noite de terça-feira, 20, uma Sessão Solene em homenagem ao Dia da Consciência Negra, celebrado em todo o país na mesma data. A cerimônia contou coma presença de personalidades locais que têm efetivo envolvimento com a questão da valorização e luta pelos direitos dos negros que apresentaram os temas relacionados com a data.

O vereador Sérgio Kumpfer (PT), justificou: “O 20 de Novembro é um dia para lembrar a resistência do negro à escravidão de forma geral, e à construção de políticas afirmativas, necessárias para a valorização do cidadão negro. Para nós é uma honra conduzir esta homenagem e participar deste debate que deveria acontecer todos os dias em nossa sociedade, até que as diferenças sejam extintas”, disse. 

Os quilombolas e o negro rural

Mestre em sociologia e doutoranda em Desenvolvimento Rural, a socióloga Luciana Conceição apresentou pesquisa de sua autoria que permitiu identificar cinco comunidades negras na Zona Rural do município. Destas, apenas três já foram certificadas pela Fundação Cultural Palmares. “O reconhecimento destas comunidades proporcionou acesso a benfeitorias e programas sociais patrocinados pelos governos federal e estadual. Além disso, as comunidades asseguram a perpetuação de sua história para as futuras gerações, com o registro das suas lutas e ações. Um caso emblemático é a cultura ancestral do uso de medicamentos naturais, como raízes e ervas e o trabalho das parteiras e benzedeiras, ao redor de quem, muitas vezes girava o dia a dia da comunidade”, afirmou.

Luciana também criticou o que ela denomina “invisibilidade” do negro viamonense uma vez que a etnia, apesar de corresponder a 54% da população do município, não teve a sua história contada no projeto Raízes de Viamão, que resultou em um livro com mais de 1400 páginas. “Somos o município com maior participação de negros na Grande Porto Alegre, mais da metade da população é negra ou parda, mas nossa história não está registrada nos livros oficiais, infelizmente. É como se fossemos invisíveis”, concluiu.

Já o coordenador da Comunidade Quilombola Cantão das Lombas, Edson Silva, defendeu a preservação das comunidades e o estímulo à pesquisa para a identificação e registro de outras comunidades quilombolas em Viamão. “Nossa comunidade cresceu muito depois de certificada. Nossa autoestima melhorou e nossa história é valorizada. Mas a luta deve ser permanente”, afirmou.

Atualmente estão certificadas as comunidades do Cantão das Lombas, na divisa com Santo Antonio da Patrulha (32 famílias), o Quilombo Peixoto dos Botinhas, no Capão da Porteira (48 famílias) e a Comunidade Anastácia, na Região da Estância Grande. 

Homenageados

Na segunda parte da sessão, o vereador Nadim Harfouche (PP) entregou moções de aplauso e parabenização a cinco Câmara amplia debate sobre o negro na sociedade  cidadãos viamonenses que se destacaram na sociedade pela suas trajetórias e exemplos de vida. “São pessoas que com seus exemplos têm muito a nos ensinar. São modelos de cidadania e oferecemos esta singela homenagem com forma de agradecimento e reconhecimento pelo seu trabalho em prol da sociedade e do movimento negro”, justificou.

Quem são os homenageados:

– Arno Nica Gomes: pertencente à quarta geração do Quilombo Cantão das Lombas, onde ainda mora e trabalha. Seus avôs eram escravos de Nica Gomes, antiga proprietária rural na região litorânea. Por isso, todos os descendentes destes escravos assinam com o mesmo sobrenome.

– Beatriz da Rosa Vicente: Professora aposentada, a viamonense é um exemplo de perseverança e dedicação, concluindo seus estudos já adulta, sempre com o objetivo de transmitir aos seus alunos mais e melhores conhecimentos. Lecionou em escolas rurais das redes estadual e municipal até sua aposentadoria em 2000.

– Décio Silveira Lopes: Presidente do Quilombo Peixoto Botinhas, nasceu no Capão da Porteira, interior de Viamão. Durante anos trabalhou no ramo metalúrgico, nas empresas Matarazzo, Walter Fischer, Anápio Marques, entre outras. Atualmente se dedica à atividade rural.

– Elisabete Caetano da Rosa: Servidora pública foi a primeira mulher negra designada secretária de Estado no Rio Grande do Sul, em 2009. Na juventude, representou Viamão nos Jogos Intermunicipais e nos Jogos Estudantis Brasileiros, conquistando medalhas e quebrando recordes nos 400 e 800 metros rasos.

– Laura Maria da Silva Luca: Nascida em Viamão, é professora de 1º e 2º graus com especialização em História Antiga. Atuou nas escolas estaduais Setembrina (Centro), Minuano (Viamópolis) e Célia Flores (Tarumã). Nesta última, exerceu também a função de vice-diretora até 1994, ano de sua aposentadoria.

Saiba mais 

Câmara amplia debate sobre o negro na sociedade  Entre outros destaques da noite, esteve a cientista social Ieda Cristina Alves Ramos, integrante do Quilombola Morro Alto, localizado no município de Maquiné, que abordou a inserção da cultura africana no currículo escolar, conforme a lei federal 10.639/2003. “Por muitos anos não se reconheceu a contribuição do negro e do índio na educação. Isso se reflete na conscientização do papel do negro na sociedade, nossas crianças crescem sem um referencial, um modelo”, admite.

Alem disso, ocorreu o debate acerca das cotas raciais, sendo que o estudante de Psicologia da Ufrgs e o presidente estadual do Movimento Negro do Partido Progressista (PP), José Antônio da Silva, fizeram uso da palavra. Por fim, a contribuição do negro nas festas populares e na religiosidade do povo brasileiro foi o terceiro tema discutido na sessão solene. Jurado de carnaval e ativista cultural, Joelci nascimento, o Nenê do Jary, foi o responsável pela abordagem do assunto.

Deixe um comentário

Jornal Correio Rural de Viamão | Rua Marechal Deodoro, 274, Centro, Viamão/RS | Fones: (51) 99430-5151, 98529-8759