Você está aqui: Home » Política » Concurso com reserva a afro-brasileiros

Concurso com reserva a afro-brasileiros

arO vereador Luís Armando Azambuja (foto), autor do projeto de emenda, já transformado em lei municipal nº 3.210, que reserva nos concursos públicos realizados em Viamão, aos negros e pardos, o maior percentual do País de vagas em concursos para emprego público, em manifestação na tribuna da Câmara, solicitou a retificação do edital publicado, a fim de reservar 44% das vagas aos afro-brasileiros. A comissão organizadora do concurso público da Câmara já determinou à Fundatec, empresa responsável pelo processo, que retifique o edital, a fim de permitir esta reserva de 44% às vagas efetivas e para cadastro de reserva para aos cargos de: Agente de Manutenção Legislativo; Agente de Portaria Legislativo; Auxiliar de Serviços Legislativo e Almoxarife Parlamentar.

Comentários (2)

  • jussara conceição ferreira

    Penso que os Afro – Brasileiros devem ter seus direitos garantidos , mas os descendentes dos Índios também , penso que o BRASIL , sempre pertenceu aos ÍNDIOS , são eles os verdadeiros donos dessa terra, e por consequência, também devem ter seus direitos adiquiridos por leí , no que diz respeito aos concursos Públicos, os ÍNDIOS também foram escravizados, pois roubaram deles o bem mais precioso ou seja a TERRA, e junto com ela , o direito de viver junto a NATUREZA ! Parabéns pelo seu trabalho Vereador Armando ! JUSSARA CONCEIÇÃO FERREIRA ( Jussara Ramos )

    Responder
  • Diogo Medeiros

    Concordo com o comentário de Jussara Conceição Ferreira, e acho muito interesante esta lei das cotas em Viamão. Parabéns para quem fez esta legislação. Não sou afro, mas apoio esta cota por tratar de repararmos e agradecer os exemplos que adquirimos no trabalho, cultura e religião dos afrodescendentes. Mesmos que somos iguais perante a lei, sabemos todos , que na prática os negros são sempre discriminados quando se trata de opotunidades no mercado de trabalho e educação. Nos indices de desempregados há muitas mulheres e homens negros, como também muitos não conseguem ingressar na Universidade. Infelizmente nossa população não conquistou a igualdene de raça. Tá dito e apoiado. Parabéns ao Jornal Correio Rural pela coragem de publicar esse assunto.

    Responder

Deixe um comentário

Jornal Correio Rural de Viamão | Rua Marechal Deodoro, 274, Centro, Viamão/RS | Fones: (51) 99430-5151, 98529-8759