Você está aqui: Home » Capa » Prefeito em Cuba: oposição não quer vice no comando

Prefeito em Cuba: oposição não quer vice no comando

Prefeito Alex Boscaini viajará a Cuba, em junho. Devido ao escândalo das mineradoras, oposição não quer Atidor da Cruz à frente do município

Oposição não quer AtidorDepois de aprovada a licença de nove dias para o prefeito municipal, que vai a Cuba no início do mês de junho, a oposição posicionou-se contrária ao fato de que o vice-prefeito, Atidor da Cruz (PTB) venha a assumir o comando do Executivo Municipal. A primeira a se manifestar a respeito do assunto foi a vereadora Belamar Pinheiro (PP) que na tribuna cobrou dos colegas da bancada governista o cumprimento de um acordo firmado em dezembro de 2011, que arquivou o pedido de CPI, que pretendia apurar as irregularidades na emissão de alvarás para mineradoras de areia do município.

Segundo a vereadora, na época, um acordo entre as bancadas rejeitou a CPI, mas os governistas assumiram o compromisso recomendarem ao Executivo que Atidor da Cruz não assumisse a cadeira de prefeito, na falta do mesmo.

O chefe de gabinete do vice-prefeito foi preso em flagrante, recebendo propina pela emissão de um alvará que fora vetado pelo prefeito. Ele era a pessoa de confiança do Atidor e estava envolvido neste escândalo. Enquanto o Ministério Público não divulgar as conclusões do inquérito, para mim, o vice-prefeito está impedido moralmente de assumir a vaga do prefeito. E cobro da bancada governista que honrem com a palavra empenhada em dezembro passado”, afirmou Belamar. 

Prejuízo político e moral

Já o vereador governista Éderson “Dédo” Machado (PT), afirmou que, constitucionalmente, não existe impedimento Oposição não quer Atidorpara que Atidor assuma como prefeito durante a viagem de Alex Boscaini (PT) a Cuba, porque é um direito garantido pela Constituição Federal, mas que ainda assim acha prudente que o vice não assuma, temendo um desgaste político desnecessário. “Legalmente ele está apto, mas com bem disse a vereadora Belamar, enquanto o Ministério Público não se manifestar e indicar os envolvidos no suposto esquema fica muito difícil para a bancada governista referendar a condução de Atidor à vaga de prefeito, mesmo que seja somente por nove dias. Isso trará um prejuízo político e moral muito grande não só para a Administração Municipal, mas também para esta Casa, já que firmamos um pacto, em 2011, buscando proteger as instituições de um escândalo”, complementou Dédo.

De acordo com a Lei Orgânica Municipal, na ausência do prefeito municipal, assume mediatamente o seu vice-prefeito e na falta ou impedimento deste, cabe ao presidente da Câmara de Vereadores o comando da Administração Municipal.

Nadim justifica aprovação

O vereador Nadim Harfouche (PP) usou a tribuna, nesta terça-feira, 8, para justificar seu voto na aprovação de licença solicitada pelo prefeito municipal, para viajar a Cuba na primeira semana de junho. Segundo Nadim, depois que a Oposição não quer Atidornotícia foi veiculada nos jornais, algumas pessoas criticaram a postura dos vereadores, que autorizaram a viagem. “Na verdade só autorizamos porque o prefeito sairá do país com recursos próprios e motivados por interesses particulares. Ele não irá representando o nosso município e essa viagem, no nosso entendimento não será bancada pelos cofres públicos. Isso talvez não tenha ficado claro nos jornais, e por isso as pessoas nos cobraram um posicionamento”, explicou Nadim.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Câmara

Fotos: arquivo CR

Deixe um comentário

Jornal Correio Rural de Viamão | Rua Marechal Deodoro, 274, Centro, Viamão/RS | Fones: (51) 99430-5151, 98529-8759