Você está aqui: Home » Política » PAC amplia alcance social no município

PAC amplia alcance social no município

paFoi lançado oficialmente, dia 26 de janeiro, o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Revitalização do Arroio Feijó. O projeto vai sanear a área do arroio e realocar os moradores que vivem de forma irregular no entorno do mesmo. O ato de lançamento contou com a apresentação do grupo de percussão Tambor Falante, seguida da apresentação de capoeira Angola Raízes do Sul.

O Secretário Estadual de Habitação e Saneamento, Marcel Frison, representou o governo do Estado, parabenizando o prefeito e o município por esta grande conquista. Representando o governo federal, esteve no ato o gerente regional da Caixa Econômica Federal, Adilson Christovam, O prefeito Alex Boscaini esteve presente na solenidade acompanhado de diversos secretários do município.

O projeto é dividido em duas fases: na primeira, será realizada a revitalização do entorno do arroio, que terá quadra poliesportiva, cancha de bocha e área arborizada; a construção de 106 casas, que irão abrigar os moradores que vivem no entorno do arroio; a implantação de infraestrutura – rede de esgoto pluvial e cloacal e de distribuição de água e o início do asfaltamento de quatro ruas: Cultura, Gioconda, Norberto Mottola e Osvaldo Godoy. Na segunda fase, serão construídas mais 200 casas e terá continuidade o processo de pavimentação e instalação de meio-fios das ruas. A empresa Tarefa Construções LTDA será a responsável pela construção das residências, e a empresa DCS fica encarregada da implantação da infraestrutura. O investimento na obra chega ao valor de R$ 12 milhões, sendo que R$ 1 milhão dessa quantia é a contrapartida do governo municipal.

Algumas casas serão acessíveis para portadores de necessidades físicas especiais. Elas terão 35 m², com dois dormitórios, banheiro e cozinha. Serão construídos dois lotes na primeira fase da obra; o primeiro com 48 casas padrão e nove acessíveis e o segundo com 42 casas padrão e sete acessíveis. A construção das residências começará após a conclusão da instalação da infraestrutura.

oaA expectativa de conclusão da primeira fase do projeto é de um ano. Os moradores beneficiados com as residências também estarão inseridos no projeto técnico-social da Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social (SMCAS), no qual farão parte de capacitações com temas variados, como trabalho e renda e educação ambiental. O acompanhamento só é completado quatro meses após o encerramento da obra. Também, através do projeto técnico-social, serão escolhidos representantes da comunidade que terão o papel de agentes fiscalizadores da obra junto às empresas envolvidas e à Prefeitura.

Deixe um comentário

Jornal Correio Rural de Viamão | Rua Marechal Deodoro, 274, Centro, Viamão/RS | Fones: (51) 99430-5151, 98529-8759