Você está aqui: Home » Política » Prefeitura na mira da justiça

Prefeitura na mira da justiça

saSecretaria de Desenvolvimento Econômico está sendo investigada pelo Ministério Público e Polícia Civil. Oposição protocola pedido de CPI na Câmara, mas situação rejeita. Secretário pede afastamento

Na manhã de segunda-feira, 26, veio à tona uma investigação da promotoria de Viamão que apura esquema de cobrança de propinas para a liberação de licenças para empresas de mineração.

Na semana passada o assessor da prefeitura Jorge de Souza Azevedo foi preso em flagrante recebendo 11 mil reais em dinheiro. Segundo o Ministério Público, a propina serviria para liberar as atividades da empresa mineradora Morro Grande Limitada para atuar no município (responsabilidade da Secretaria de Desenvolvimento Econômico). Segundo a promotora Luciane Winglert também será investigada a eventual participação do secretário Ricardo Gross.

Câmara rejeita CPI

Visando apurar os episódios envolvendo a liberação às empresas mineradoras, foi protocolada na Câmara de Vereadores, pedido para a instalação de CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito), na sessão da última terça-feira, 27 de dezembro. No entanto, por sete votos a cinco, a CPI foi rejeitada.
Mesmo votando contra a instalação da comissão, alegando que seria precipitada, a base governista solicitou ao prefeito o afastamento do titular da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ricardo Gross, até o término das investigações.

Além disso, a situação indicará, ainda, que o vice-prefeito Atidor da Cruz, que foi envolvido no caso, fique impedido de assumir a prefeitura, na ausência do titular Alex Boscaini, pelo mesmo período.

Secretário pede afastamento

Personagem de investigação por parte do Ministério Público, o Secretário de Desenvolvimento Econômico, Ricardo Gross (foto) pediu afastamento do cargo até o término das investigações. O comunicado foi feito na manhã de ontem, 29, na sede do Departamento de Comunicação Social da Prefeitura, durante entrevista coletiva.

Na oportunidade, o ex-secretário justificou a decisão que, segundo ele, tem como proposta colaborar com as investigações: “A decisão partiu da minha pessoa. Eu decidi me afastar, temporariamente, do cargo de secretário devido a investigação que está tramitando no Ministério Público. É legítima e estou à disposição para prestar os devidos esclarecimentos, seja para a imprensa ou para o MP. O que eu quero é a elucidação dos fatos. Ainda estamos na seara das investigações e, por consequência, não me sinto condenado. Sou inocente”, disse.

Relembre

Esta é a segunda vez que o executivo local é investigado pelo MP em 2011. No mês de julho, a Operação Cartola, da Polícia Civil e MP, esteve averiguando possíveis irregularidades. Conforme suspeita, empresas de engenharias e publicidades auxiliavam em campanhas eleitorais em troca de favorecimentos em licitações.

A operação foi realizada em oito municípios gaúchos, mas a prefeitura de Viamão não apresentou irregularidades. Na época, todos os departamentos da municipaldiade ficaram fechados até que os documentos e computadores fossem recolhidos.

NR: Confira mais detalhes na edição impressa do CR, nessa sexta-feira, 30 dezembro

Texto e foto: Saul Teixeira

Deixe um comentário

Jornal Correio Rural de Viamão | Rua Marechal Deodoro, 274, Centro, Viamão/RS | Fones: (51) 99430-5151, 98529-8759