Você está aqui: Home » Capa » PSB e FJM com curso com ênfase nas políticas públicas dos movimentos organizados

PSB e FJM com curso com ênfase nas políticas públicas dos movimentos organizados

 Preparar os pré-candidatos ligados aos movimentos sociais do PSB/RS para que os socialistas elejam prefeitos, vice-prefeitos e vereadores comprometidos com as bandeiras dos segmentos: Mulheres, Juventude, Negritude, Movimento Popular, Movimento Sindical e LGBT. Com esse objetivo, cerca de 100 socialistas de 41 municípios gaúchos, participaram nesse final de semana, dias 2 e 3 de julho, do curso de capacitação realizado em Porto Alegre. “O tradicional ‘corpo a corpo’ será o caminho para o sucesso nas eleições deste ano. A restrição dos recursos, após as mudanças na legislação eleitoral, será problema para outros partidos, não para o PSB que está acostumado a fazer política para responder aos anseios da população”, defendeu o presidente do PSB gaúcho e vice-presidente nacional, Beto Albuquerque.

O encontro foi promovido pelo Fórum dos Segmentos Organizados do PSB gaúcho, em parceria com a Fundação João Mangabeira (FJM), e reservou homenagem ao centenário de Miguel Arraes. “Acreditamos que os companheiros, quando eleitos, terão uma importante contribuição, levando as históricas bandeiras dos movimentos para a realidade dos municípios através da implantação de políticas públicas”, projetou a coordenadora do Fórum, Mari Machado (foto abaixo), pré-candidata à vice-prefeita em Santana do Livramento. “Mais do que envolvimento, precisamos de uma postura de comprometimento para nosso êxito”, completou.

Presidente da Fundação João Mangabeira, Renato Casagrande, destacou, através de um vídeo, que o PSB/RS é referência nacional pela organização partidária, pela formulação de políticas públicas e pelo investimento na qualificação, ações que revelam os principais objetivos da FJM. “Entre o sonho e a realidade existe a atitude. É justamente esse o papel da Fundação João Mangabeira. Nosso trabalho é chamar a atenção para a importância da formação política continuada também nos municípios”, completou o coordenador da FJM/RS, Gildo Silva.

O secretário nacional da Juventude Socialista (JSB), Tony Sechi, enalteceu o caráter pedagógico e preparatório da atividade. “A nossa vida acontece no município e ninguém melhor para traduzir as necessidades das comunidades do que os nossos segmentos”, disse. O dirigente estadual Carlos Vollmer destacou a importância do protagonismo dos segmentos do PSB/RS para o sucesso a sigla nas eleições municipais. “A formação política precisa ser permanente, fortalecendo a democracia interna e preparando nossos quadros para os desafios partidários”, destacou.

“Um partido nunca está pronto. É justamente nesse ponto que cresce a importância da qualificação e da formação política”, avaliou o primeiro secretário do PSB/RS, Juliano Paz, citando frase de Miguel Arraes. O socialista representou a Bancada Socialista na atividade e enalteceu o papel da base partidária e da representação social desempenhados pelos seis movimentos do PSB/RS.

A atividade contou com painéis sobre as mudanças na legislação eleitoral, gestão pública, bandeiras de atuação, propaganda eleitoral, planejamento de comunicação e marketing político. “Pelas novas regras, com menos tempo e recursos, cresce a importância do planejamento de campanha como ferramenta fundamental para o sucesso nas eleições”, destacou o consultor de política eleitoral, Fabrício Moser, que liderou os debates. “O PSB e a FJM estão de parabéns pela iniciativa. Mais do que uma nominata de pré-candidatos e cabos eleitorais, o partido está investindo no aspecto técnico, na qualificação, o que, certamente, colocará o PSB em outro patamar em relação aos seus concorrentes”, completou.

Políticas públicas

 Os dirigentes dos seis movimentos organizados da sigla apresentaram sugestões de políticas públicas a serem incorporadas pelos socialistas em seus planos de governo, tais como: a promoção da saúde da mulher e o combate à violência de gênero, a geração de emprego e renda, a valorização de políticas de mobilidade urbana, a criação de conselhos de promoção de igualdade racial e a aposta na reforma urbana, com investimento em saneamento e segurança. “Estamos trabalhando para eleger os melhores, para sermos diferentes pelas ideias e pelos conteúdos. Precisamos nos qualificar nos inserir no universo digital, investir na política do panfleto, do adesivo, no contato com o eleitorado”, reforçou Beto Albuquerque.

A professora Ísis Matos falou sobre a importância da transversalidade dos segmentos sociais. Destacou, ainda, pesquisa realizada com 2500 jovens para embasar a sua tese acadêmica. “O desafio é que os partidos aproximem o discurso das demandas da sociedade. O descrédito com a política partidária é o principal impasse do momento”, salientou.

Os painéis sobre políticas públicas foram apresentados pelos dirigentes Maria Luiza Loose (Malu — Mulheres Socialistas), Neusa Cavalheiro (JSB), Paulo Leites (Teco — NSB), Vicente Selistre (SSB) e Elói Frizzo (MPS). (Texto e Fotos: jorn. Saul Teixeira)

 

Deixe um comentário

Jornal Correio Rural de Viamão | Rua Marechal Deodoro, 274, Centro, Viamão/RS | Fones: (51) 99430-5151, 98529-8759